sexta-feira, 22 de outubro de 2010

FICHA: Rangers - Ordem dos Arqueiros - Livro I - Ruínas de Gorlan

"A sua mãe morreu no parto.
O pai morreu como herói.
Por favor, cuidem dele. Seu nome é Will."

ordem dos arqueiros
Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento
Ano: 2009
Número de Páginas: 239
Título Original: Ranger's Appretice: The Ruins of Gorlan
ISBN: 9788576762775
Filme: Não
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de leituras leves e infanto-juvenis.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos mais intrincados e personagens mais complexos.
Livros Relacionados: Todos da série Rangers.

O livro

Este é o primeiro livro da série Rangers - Ordem dos Arqueiros. Ele conta a história de Will, um habilidoso garoto que se torna aprendiz de arqueiro, embora sempre houvesse sonhado em entrar para a Escola de Guerra. Este livro narra a sua infância e como ele se torna um aprendiz de Halt, o arqueiro. Conhecemos também seus amigos e o amadurecimento pelo qual todos eles passam.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Morgarath tinha planejado conquistar o reino quando o velho rei morreu e outro, jovem e inexperiente, foi posto em seu lugar. Ele havia treinado secretamente um exército de Wargals, uma espécie de criatura meio homem, meio besta. Mas a rebelião não deu certo e ele foi banido para as Montanhas da Chuva e da Noite junto com os Wargals, ficando exilado por quinze anos. Agora ele planejava outro ataque com mais um aliado, as duas bestas chamadas Kalkaras.

No castelo Redmont havia o costume de se cuidar dos órfãos que perdiam seus pais de maneira heróica, e quando eles completavam quinze anos iam para o Dia da Escolha, que determinaria como eles pasariam o resto dos seus dias, pois eles se candidatavam como aprendizes dos mestres que serviam no castelo, e os que não encontravam vaga ou não fossem aceitos seriam fazendeiros na vila próxima. Will era o único que não sabia quem haviam sido seus pais. Neste ano haviam cinco protegidos para o Dia da Escolha: George, inteligente e estudioso, Allys, elegante e diplomática, Jenny, bem humorada e ótima cozinheira, Horace, forte e sempre implicando com Will e o próprio Will, pequeno e ágil. Todos os protegidos conseguiram ser aceitos pelos mestres que desejavam, menos Will. George foi para a Escola de Escribas, Allys para o Serviço Diplomático, Jenny para a Cozinha e Horace foi para a Escola de Guerra. Will queria desesperadamente ser escolhido para a Escola de Guerra, mas magro e baixo, foi rejeitado, e não só pela Escola de Guerra, como também por todos os outros mestres. Nesta hora Halt, o arqueiro, que não era um mestre de ofício, entregou um papel ao Barão, que o leu e disse que só decidiria o futuro de Will no dia seguinte.

Curioso com o que estava escrito na folha, ele escalou a torre do castelo durante a noite, pulou a janela e ia pegar o papel quando a mão de Halt o deteve. Ele levou-o ao Barão que mostrou que no papel estava escrito que Halt o aceitaria como aprendiz. Então, ele começa o treinamento.

Horace vai progredindo na Escola de Guerra e Will ganha um pônei chamado puxão. Os escolhidos marcam um reencontro durante um feriado e Horace e Will acabam brigando. Mas durante uma caçada Horace seria morto por um porco selvagem quando Will salvou sua vida, grato Horace prometeu ajudá-lo sempre que precisasse e eles sentiram que uma ligação especial havia surgido entre os dois.

Will e Halt vão para a Reunião dos Arqueiros que ocorre anualmente, lá encontram Gilan, o último aprendiz de Halt. Eles descobrem que Morgarath está se mobilizando e os três partem em busca dos Kalkaras. Quando descobre para onde as bestas vão, Halt pede a Will para buscar ajuda do Barão e do seu Capitão de Guerra. Quando Will retornou, Halt havia ferido mortalmente um kalkara, mas havia se ferido também. O outro kalkara feriu também o barão e imobilizou o Capitão e só não matou a todos porque Will os salvou, matando o kalkara.

Will é homenageado pelo Barão e permitem que ele vá para a Escola de Guerra, se desejar, mas ele recusa, pois sente-se feliz como arqueiro. Ao voltar para a cabana, halt conta a will que conheceu seu pai, um sargento muito corajoso que morreu ao salvá-lo. Will orgulhoso, agora sabe a sua origem.

Opinião Pessoal

Um bom livro, que consegue reunir harmonicamente vários elementos: um pouco de ação, de humor e de romance adolescente entre Jenny e Horace e Allys e Will. Algumas vezes tocante e em outras divertido, sempre temperado com pequenos toques de ironia e sarcasmo. A narrativa é fluente e agradável, tornando-a perfeita para jovens. Acredito que o ponto principal do livro é a leveza, seja do enredo, dos personagens ou de como os temas são abordados, fazendo com que a leitura seja realmente um prazer.


Veja outros livros de Aventura.
Veja outros livros Infanto-Juvenis.

0 comentários: