sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

FICHA: Vito Grandam: Uma História de Vôos

" Morto de susto, também fazia o mesmo. E ficava de rosto abaixado, cinco, dez minutos, com medo de voltar a olhar para ela e ela perceber. Ficava imaginando que estava prestando atenção em mim. Meu rosto fervia e a possibilidade de seu olhar estar voltado para mim me queimava com sua luz azulada e o medo de levantar meus olhos aumentava e achava melhor ficar sonhando todas as coisas impossíveis."


Autor(a): Ziraldo
Editora: Melhoramentos
Ano: 2001
Número de Páginas: 142
Título Original:
ISBN: 85-06-03553-8
Filme: Não
Jogo: Não
Indicado para: Quem gosta de livros simples e e tendência para o universo infanto-juvenil
Contra-indicado para: Quem prefere livros mais instrutivos ou com enredo mais intrincado e linguagem mais rica
Livros Relacionados: Não me recordo de nenhum, no momento.

O livro

Trata-se de um adolescente desengonçado de 17 anos, que cai em um buraco no meio da floresta. Aos poucos ele nos conta como foi parar lá, e acabamos conhecendo muito de sua vida e de quem ele é, assim como a grande amizade entre ele e seu tio, Vito.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Um rapaz carioca, de 17 anos, está perdido na floresta, caído em um buraco. Ele foi ver o seu tio Victor, de 21 anos, mais conhecido como Vito Grandam, voar de asa-delta, porém seu tio cai e ao correr para a floresta com intenção de salvá-lo, o adolescente cai em um buraco.

Durante o tempo em que permanece caído, ele relembra como Vito tornou-se um grande amigo na infância. Descobrimos que o adolescente é enorme e desengonçado, não gosta de esportes, adora ler e quer ser escritor. Já Vito é baixinho e adora esportes. O adolescente nos leva por um passeio na sua vida, as brincadeiras de infância com o Vito, a separação dos pais, a viagem do pai para a Amazônia e da mãe para Belo Horizonte.

Inicialmente ele mora com a mãe, mas ele descobre que ela está namorando o técnico de basquete, esporte que ele não gosta, mas a mãe insiste que ele faça. Então vai morar com o pai e desenvolve uma paixão juvenil pela professora de inglês, Glória. O pai dele vai trabalhar no Iraque e o leva junto, um tempo depois Glória vai para lá e ele descobre que o pai pretende se casar com ela. Arrasado, resolve voltar para o Rio. No hotel, vê no jornal que Vito voará de asa-delta e resolve ir vê-lo, então a asa-delta cai e ao tentar salvá-lo o jovem cai no buraco.

Um bombeiro aparece e o ajuda a sair do buraco. Juntos vão atrás do Vito, acham a árvore em que sua asa-delta está presa. O adolescente sobe para tentar resgatar o tio, mas cai da árvore. Os dois são resgatados e levados para um hospital em segurança, onde Vito lê os manuscritos do livro.

Opinião Pessoal

Uma história leve e tocante, repleta de diferentes emoções e impressões dos personagens. A amizade entre o jovem e seu tio são o foco do livro. O interessante é que a história não é contada de forma regular e lembra um quebra-cabeças onde vamos encaixando aos poucos as peças, vendo sua forma ir surgindo e fazendo sentido. Outro fato curioso é que muitos personagens seguem sem nome, dando mais ênfase ao personagem principal: Vito. Por vezes o livro assume um ar poético e de fato a história é bonita e bem contada, a linguagem é simples e os personagens são bem reais.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

FICHA: O Jogo da Dissimulação: Uma Provocante Análise do Fingimento, da Falsidade e do Engano no Universo Feminino

" ... fingir reflete mais freqüentemente um desejo, embora desencaminhado, de proteger outros e de assegurar a viabilidade do eu, assim como os nossos relacionamentos."


Autor(a): Harriet Goldhor Lerner
Editora: Best Seller
Ano: 1993
Número de Páginas: 253
Título Original: Dance of Deception
ISBN: 85-7123-478-7
Filme: Não
Jogo: Não
Indicado para: Quem gosta de livros com discussões mais sérias e quer entender melhor o universo feminino e as relações humanas
Contra-indicado para: Quem não tem paciência para livros que exigem reflexão e análise
Livros Relacionados: Ainda não li nenhum outro que siga a mesma linha

O livro

Um livro que retrata a mentira e as várias formas como ela se apresenta: o fingimento, o engano, a omissão... Ele analisa como a mentira é vista nos dias atuais, a forma como a sociedade muitas vezes dificulta a honestidade e como a mentira pode ser necessária, ajudando a preservar os relacionamentos. Como foco no universo feminino, ele mostra a pressão que a sociedade exerce nas mulheres, obrigando-as muitas vezes a viver de forma pouco autêntica.

A autora, psicóloga e psicoterapeuta, permeia o livro como casos que exemplificam o que ela quer expressar e passeia por temas polêmicos como segredo, privacidade, omissão, infidelidade e monogamia, discutindo também o papel do fingimento na sexualidade e nas relações homem/mulher.

Opinião Pessoal

É interessante o modo como a autora mostra que a dissimulação não é necessariamente algo ruim e o quanto ela está presente em nossas vidas. Os exemplos mostrados são curiosos e além de tornar o livro mais interessante, ajudam a nos identificarmos e compreendermos melhor o que ela quer dizer. Claro que um livro reflexivo pode se tornar um pouco monótono, mas é uma boa leitura e certamente te fará repensar seus atuais conceitos sobre a mentira.


terça-feira, 9 de novembro de 2010

FICHA: Comer, Rezar, Amar

" No amor desesperado é sempre assim, não é? No amor desesperado, nós sempre inventamos os personagens dos nossos parceiros exigindo que eles sejam o que precisamos que sejam, e depois ficamos arrasados quando eles se recusam a desempenhar o papel que nós mesmos criamos."


Autor(a): Elizabeth Gilbert
Editora: Objetiva
Ano: 2007
Número de Páginas: 400
Título Original: EAT, PRAY, LOVE
ISBN: 9788573028300
Filme: Com título homônimo e estreado por Julia Roberts
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de livros com mais reflexão e menos enredo.
Contra-indicado para: Quem fica entediado com histórias lentas, permeada de pensamentos e reflexões do personagem e com leve tendência dramática.
Livros Relacionados: Beber, Jogar, F@#er, de Andrew Gottlieb, é uma versão masculina e bem humorada de Comer, Rezar, Amar.

O livro

Trata-se de uma mulher que enfrenta um período difícil na vida, com um divórcio seguido por um caso de amor mal resolvido, e resolve viajar para buscar a si mesma. Inicialmente ela vai à Itália, em busca do prazer que ela encontra na comida e na língua italiana, engorda, se diverte e faz amigos. Em seguida vai para a Índia desenvolver sua espiritualidade, vivenciando momentos transcendentais. Por último vai para a Indonésia, onde procura o equilíbrio entre o prazer e a espiritualidade, e se apaixona novamente (por um brasileiro!).

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Liz, a personagem principal, acabou de passar por um divórcio e um caso de amor que também não está indo bem, com idas e voltas. Ela recebe um convite de uma revista para ir à Indonésia e conhece um xamã, que lê sua mão e diz que ela voltará em breve e poderá se hospedar em sua casa. Ela volta para New York, o marido assina o divórcio e leva boa parte do seu dinheiro, porém uma editora paga adiantado para que ela escreva um livro durante a viagem de um ano que deseja fazer, então ela parte para a Itália.

Ela conhece várias pessoas e pratica o italiano, língua que adora. Passeia pela cidade, faz muitos amigos e come o que há de melhor da culinária de lá, engordando bastante. O próximo destino é a Índia, onde vai para um templo. Desenvolve-se espiritualmente, e passa a compreender e aceitar melhor a si mesma.

Vai então para a Indonésia, onde vai todos os dias ver o mesmo xamã que previu que ela voltaria. Em um desses dias é atropelada e sofre um corte no joelho, conhece então a médica Wayan, de quem fica amiga. Como Wayan está com problemas financeiros e será despejada, Liz escreve um e-mail pedindo doação para todos que conhecia e consegue comprar uma casa para a médica. Ela conhece também um brasileiro chamado Felipe, por quem se apaixona.

Opinião Pessoal

Embora a história tenha uma leve tendência ao drama, a autora consegue equilibrar bem o livro com um ar leve e cômico, usando metáforas hilárias e bom humor. É interessante ver a impressão dela sobre os países e culturas que visita. Algumas reflexões da autora são interessantes e dignas de nota. Infelizmente, algumas vezes o livro se perde em divagações e explicações demais, assumindo um ar excessivamente reflexivo ou didático, e se arrastando desnecessariamente em algumas partes. Mas é uma boa opção para se distrair, possibilitando até algumas risadas.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

FICHA: Rangers - Ordem dos Arqueiros - Livro IV - Folha de Carvalho

"Will hesitou, sua mente em um turbilhão. Instintivamente, ele sabia o que tinha acontecido. Logicamente, ele não tinha idéia de como tinha acontecido. Ele se virou e mal o viu visível, figura cinza disfarçada cerca de trinta metros atrás dele, o arco enorme ainda estava no ponto, outra flecha preparada.
— Halt? — Gritou, a voz embargada. "

Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento
Ano: 2009
Número de Páginas: 288
Título Original: Ranger's Appretice: Oakleaf Bearers
ISBN: 9788576763864
Filme: Não
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de leituras leves e infanto-juvenis.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos mais intrincados e personagens mais complexos.
Livros Relacionados: Todos da série Rangers.

O livro

Ele é um prosseguimento do terceiro livro da série. Will e Evanlyn continuam fugindo, porém ela é capturada. Horace e Halt conseguem salvar os dois, porém algo maior está em jogo e eles terão que auxiliar os Escandinavos participando de uma guerra que, se não for vencida agora, poderá chegar ao reino de Araluen.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Will e Evanlyn continuam com a fuga, mas ela é capturada. Ao perceber que ela não retornou para a cabana, Will segue suas pegadas e percebe que ela foi raptada por alguém. Evanlyn é levada até um grupo de homens por um cavaleiro e deixada amarrada.

Horace e Halt entram na Escandinávia. Will vai em busca de Evanlyn, seguindo a trilha deixada pelo cavaleiro. Ele a encontra e impede o homem de matá-la, mas fica em perigo e é salvo por Halt e Horace, que chegam bem a tempo. Um dos homens do grupo que raptou Evanlyn é levado como prisioneiro. Halt diz que aquele grupo de homens são Temujai que atravessaram a fronteira e ele está curioso para saber o motivo. No caminho de volta Halt e seu grupo é parado por Erak e alguns homens. Halt conta sobre os Temujai, eles então deixam o prisioneiro fugir para segui-lo.

Halt e Erak descobrem um grande acampamento Temujai e resolvem avisar Ragnak sobre o perigo. Halt resolve ajudar os Escandinavos, mas exige que seus amigos estajam em segurança naquele país. O Rei da Escandinávia, que havia prometido matar todos da família do Rei de Araluen por ele ter matado seu filho, descobre que Evanlyn na verdade é Cassandra, a princesa de Araluen. Mas ele resolve adiar seu juramento para depois da guerra, pois não pode perder agora Erak e Halt.

Will treina um grupo de escravos para servirem como arqueiros em troca da liberdade após a guerra. A guerra começa e o grupo de Will causa muitas baixas, Halt também conseguiu prever antecipadamente os ataques dos temujai. Eles fazem o inimigo recuar e desistir da guerra. Erak é nomeado o novo chefe do país, já que Ragnak, o antigo chefe, foi morto em batalha.

Erak leva os araluenses para casa. Halt é perdoado e volta a fazer parte do corpo de arqueiros. Horace é nomeado cavaleiro: Sir Horace, cavaleiro da folha de carvalho. E a pedido da filha, o Rei convida Will a ser tenente dos patrulheiros reais, um alto posto de araluen, mas ele prefere continuar seu treiamento como arqueiro e parte com Halt, deixando, sem que ele saiba, Evanlyn (a princesa Cassandra) chorando.

Opinião Pessoal

O livro é basicamente a continuação do último, eles fundem-se como se fossem um só. Embora seja parte da série, ele tem um final próprio. É como se, após lê-lo, pudéssemos fazer uma pausa para tomar ar antes de continuar o restante da série.O reencontro de Halt e Will, assim como a volta deles para casa, é emocionante. As cenas de batalha são intensas também. Os personagens continam maravilhosos, com seus sentimentos conturbados e o romance ainda cerca sutilmente a história.

Veja os outros livros dessa série: Livro I, Livro II e Livro III.
Veja outros livros de Aventura.
Veja outros livros Infanto-Juvenis.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

FICHA: Rangers - Ordem dos Arqueiros - Livro III - Terra do Gelo

"Ele sentiu as lágrimas queimarem em seus olhos quando abriu a corrente e entregou o pequeno amuleto de prata para o comandante dos arqueiros. O metal ainda estava morno do contato com seu corpo. Sua vista ficou embaçada quando a viu enrolada na palma da mão de Crowley. “Um pedaço de metal tão pequeno”, pensou, “e mesmo assim com um significado tão importante para mim.” Durante a maior parte de sua vida, tinha usado a Folha de Carvalho com o enorme orgulho que todos os arqueiros sentiam. E, agora, ela não pertencia mais a ele."


Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento
Ano: 2009
Número de Páginas: 256
Título Original: Ranger's Appretice: The Icebound Land
ISBN: 9788576763222
Filme: Não
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de leituras leves e infanto-juvenis.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos mais intrincados e personagens mais complexos.
Livros Relacionados: Todos da série Rangers.

O livro

Halt, o mestre de Will, precisará enfrentar muitos desafios nesta busca pelo seu aprendiz, e para isso contará com o apoio do jovem Horace.Will e Evanlyn estão juntos em um navio, sendo levados como escravos para uma terra gelada e desconhecida. E precisarão encontrar um no outro a força de vontade para continuar vivendo nesta terra gelada, em que serão submetidos a muitas provas.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Will e Evanlyn viajam no navio comandado pelo Escandinavo Erak, quando uma forte tempestade se abate sobre eles. Eles sobrevivem à tempestade, mas precisam parar o barco em uma ilha até que tenham condições de seguir viagem.

Halt queria ir em busca de Will, porém o Rei não lhe deu autorização, nem quis recebê-lo, pois precisava que Halt ficasse para realizar uma missão. Irritado, ele provoca uma confusão em um bar com o intuito de ser preso. O Rei é obrigado a expulsá-lo do reino de Araluen por um ano.

Evanlyn conta à Will que é filha do rei e que seu nome é cassandra. Outro barco escandinavo chega à ilha, seu comandante é Slagor. Halt encontra Horace na estrada. Horace avisa que irá com ele em busca de Will. Will fica sabendo que Ragnak, o rei dos escandinavos, jurou vingança pelo filho ter morrido na batalha em Araluen e disse que mataria todos da família do Rei rival. Will tenta fugir de bote com Evanlyn, mas são pegos por Erak. O navio de Erak parte novamente em direção à Escandinávia, chegando lá, Will e Evanlyn são deixados como escravos na grande mansão de Ragnak. Will começa a usar a erva do calor para diminuir o frio constante. Erak volta de uma missão para o palácio e encontra Will sob os efeitos da droga, esquecido de tudo e todos, completamente viciado. Preocupado ele chama Evanlyn ao se quarto e promete ajudá-los a escapar.

Halt e Horace são capturados por um cavaleiro e levados ao seu castelo. Com a ajuda de Erak, Evanlyn foge e leva Will. Halt e Horace armam um plano e matam o cavaleiro, o inverno já havia passado e eles voltam a caminhar em busca de Will. Evanlyn diminui cada vez mais a quantidade de erva do calor até que Will finalmente se cura do vício, aliviada ela chora abraçada ao seu amigo.

Opinião Pessoal

Assim como os personagens, o livro fica um pouco mais adulto e sério, embora mantenha as mesmas características dos anteriores. O sofrimento passado por todos os personagens dá um toque mais dramático, mas sem perder a leveza.


Veja o primeiro livro desta série.
Veja o segundo livro desta série.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

FICHA: Rangers - Ordem dos Arqueiros - Livro II - Ponte em Chamas

"Durante um longo tempo depois que a embarcação tinha desaparecido atrás do horizonte, a figura encharcada permaneceu sentada em seu cavalo mergulhado nas ondas até o peito, olhando para o vazio.
Seus lábios ainda se moviam numa promessa silenciosa que só ele podia ouvir."


Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento
Ano: 2009
Número de Páginas: 224
Título Original: Ranger's Appretice: The Burning Bridge
ISBN: 9788576762829
Filme: Não
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de leituras leves e infanto-juvenis.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos mais intrincados e personagens mais complexos.
Livros Relacionados: Todos da série Rangers.

O livro

Nesta parte da série Evanlyn entra na história. Uma garota determinada, cheia de vivacidade e força de vontade, que futuramente dividirá muitas aventuras com Will, o aprendiz de arqueiro. A forte ligação entre eles começa a ser criada. Em meio à guerra, nossos personagens enfrentarão inúmeros desafios e precisarão de muita coragem para vencer.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

O arqueiro Halt e e seu aprendiz Will encontram os planos de batalha de Morgarath, que desejava tomar o reino de Araluen. Porém, eles não sabiam que haviam sido enganados e que os planos haviam sido entregues de propósito.

Gilan, um jovem arqueiro e antigo aprendiz de Halt, vai cumprir uma missão na Céltica e para isso precisa de mais dois ajudantes, pois na Céltica existia a tradição de só confiar nos mensageiros quando eles fossem em um grupo de três pessoas. Então Gilan parte com Will e Horace, um aprendiz da escola de guerra. Ao chegar à Céltica encontram tudo abandonado e vazio. Uma garota então aparece, e diz que todos fugiram ou foram capturados por Morgarath. O nome dela é Evanlyn, a criada de uma dama da corte.

Como não havia mais motivos para continuar a missão, Gilan resolveu voltar mais rápido para contar tudo ao Rei de Araluen. Will, Horace e Evanlyn retornam mais devagar e no caminho, uma tropa de Wargals passam por eles. Will decide segui-los, descobre os planos de Morgarath e decide queimar a ponte que ele usaria para atravessar parte do seu exército. Ao queimar a ponte Will é ferido e capturado junto com Evanlyn por um grupo de Escandinavos, mercenários aliados de Morgarath. Horace volta, conta tudo que aconteceu ao Rei e revela os verdadeiros planos de Morgarath.

Os escandinavos pretendem desertar depois de começada a batalha e deixam Will e Evanlyn como reféns caso sejam pegos pelos exércitos de araluen. Quando Morgarath descobre os planos dos Escandinavos, mantém eles vigiados por wargals. Morgarath está quase perdendo a batalha devido às informações que Horace levou ao Rei. Então ele desafia Halt para um combate pessoal, mas Horace toma a frente de Halt e mata Morgarath. Com a confusão da batalha, os escandinavos fogem com will e evanlyn. Halt ainda perseguem os escandinavos mas não consegue detê-los antes que cheguem aos navios, levando embora Will e Evanlyn

Opinião Pessoal

O livro mantém a mesma leveza e graça do anterior. Um pouco mais comovente, ele não tem um final propriamente dito e é difícil terminar de ler sem começar imediamente o próximo.


Veja o primeiro livro desta Série.
Veja outros livros de Aventura.
Veja outros livros Infanto-Juvenis.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

FICHA: A Grande Rainha - Livro 2 (As Brumas de Avalon)

"Bem, eu não sou tão corajoso quanto você, pois tenho medo das batalhas, dos saxões e de morrer antes de provar tudo o que for possível. Por isso, não ouso recuar ante qualquer desafio... E tenho medo de que tanto Avalon quanto os cristãos estejam errados e que não haja deuses nem Céu e nenhuma vida depois da morte, de modo que, ao morrer, eu pereça para sempre. Por isso, temo morrer antes de ter saboreado o que me cabe na vida."


Autor(a): Marion Zimmer Bradley
Editora: Imago
Ano: 1979
Número de Páginas: 268 (o de capa vermelha)
Título Original: The Mists of Avalon
ISBN: 85-312-0056-3
Filme: As Brumas de Avalon, lançado em 2001 (EUA), com Anjelica Huston e duração de 180 min.
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de mergulhar no íntimo dos personagens e quem gosta de ficção e misticismo.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos em que tudo ocorre em alta velocidade, é fanático por religião (ficará chocado com alguns rituais pagãos) ou não deve ler sobre sexo (tem algumas passagens, embora nada tão picante).
Livros Relacionados: "A Queda de Atlântida: A Teia da Luz e A Teia das Trevas", "Os Ancestrais de Avalon", "Os Corvos de Avalon", "A Casa da Floresta", "A Senhora de Avalon", "A Sacerdotisa de Avalon" e "As Brumas de Avalon". Dizem que são melhor compreendidos se lidos na ordem apresentada acima.

O livro

O segundo livro desta série têm como foco Gwenhwyfar, a Grande Rainha. Vemos como ela vai se transformando após o casamento em uma mulher amargurada, tanto por não dar a Artur um herdeiro para o seu reino quanto por não realizar o seu amor por Lancelote. Ela se esconde cada vez mais na religião, e ao se tornar cada vez mais obcecada pela fé cristã ela tem um papel decisivo no futuro de Avalon.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Morgana está grávida no castelo de Morgause, sua tia. Logo após o nascimento de Gwydion, Morgause descobre quem é o pai da criança e afasta-a de Morgana, com o intuito de criar o bebê como mãe adotiva e ter uma futura arma contra o grande rei.

Após a morte de Uther Igraine vai para um convento. Artur aceita casar-se com Gwenhwyfar devido a um grande dote de homens e cavalos para lutar. Como presente de casamento ele recebe também do pai da noiva a távola redonda. Gwenhwyfar e Lancelote apaixonam-se cada vez mais, e Artur ainda ama Morgana, mesmo assim o casamento ocorre. Lancelote tenta esquecer da Rainha nos braços de Morgana, mas são interrompidos. Morgana fica na corte de Artur por alguns anos, até que mais uma vez Lancelote e ela quase ficam juntos, mas Lancelote a rejeita e ela parte irritada em busca de Avalon.

Gwenhwyfar sente-se cada vez mais culpada por ser estéril. Artur deixa claro que não fará perguntas se ela engravidar de outro, principalmente de Lancelote. Viviane, a Sacerdotisa, visita uma mulher enferma e a pedido dela administra ervas que a matam aliviando o sofrimento, mas o filho da mulher, cavaleiro de Artur, não perdoa Viviane por matar a mãe dele.

Igraine morre e já faz um bom tempo que Morgana está desaparecida. A corte de Artur muda-se para Camelot. Gwenhwyfar engravida mas aborta novamente. Ela diz que Deus os castigou e pede que Artur troque a bandeira pagã por uma cristã. Artur cede e leva a bandeira cristã, traindo Avalon. Eles voltam vitoriosos da batalha.

Quando saiu da corte, Morgana tentou voltar para Avalon, mas falha, indo parar por tempo indeterminado no país das fadas. Quando consegue sair, volta para a corte de Artur, encontrando Kevin no caminho, com quem se deita à noite.

Lancelote propõe à Gwenhwyfar que fujam juntos e a beija. Gwenhwyfar pede à Morgana que use seus conhecimentos para ajudá-la a engravidar, ela então lhe dá um talismã, que realizaria o seu maior desejo, porém, como o maior desejo dela era ter Lancelote, naquela noite o Rei Artur, a Rainha e Lancelote vão juntos para cama.


Opinião Pessoal

Nesta parte da série vemos os personagens se transformando, Lancelote cada vez mais apaixonado e amargurado, Gwenhwyfar ficando mais religiosa, um Rei Artur mais maduro, embora sempre cedendo aos caprichos da Rainha e Morgana, voltando aos poucos às suas raízes de sacerdotisa. É maravilhoso acompanhar o envelhecimento e as mudanças, tão humanas e reais, e que serão decisivas nos próximos livros da série. Muito bom!

Veja outros livros de Ficção.
Veja outros livros de Aventura.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

FICHA: Rangers - Ordem dos Arqueiros - Livro I - Ruínas de Gorlan

"A sua mãe morreu no parto.
O pai morreu como herói.
Por favor, cuidem dele. Seu nome é Will."

ordem dos arqueiros
Autor(a): John Flanagan
Editora: Fundamento
Ano: 2009
Número de Páginas: 239
Título Original: Ranger's Appretice: The Ruins of Gorlan
ISBN: 9788576762775
Filme: Não
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de leituras leves e infanto-juvenis.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos mais intrincados e personagens mais complexos.
Livros Relacionados: Todos da série Rangers.

O livro

Este é o primeiro livro da série Rangers - Ordem dos Arqueiros. Ele conta a história de Will, um habilidoso garoto que se torna aprendiz de arqueiro, embora sempre houvesse sonhado em entrar para a Escola de Guerra. Este livro narra a sua infância e como ele se torna um aprendiz de Halt, o arqueiro. Conhecemos também seus amigos e o amadurecimento pelo qual todos eles passam.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Morgarath tinha planejado conquistar o reino quando o velho rei morreu e outro, jovem e inexperiente, foi posto em seu lugar. Ele havia treinado secretamente um exército de Wargals, uma espécie de criatura meio homem, meio besta. Mas a rebelião não deu certo e ele foi banido para as Montanhas da Chuva e da Noite junto com os Wargals, ficando exilado por quinze anos. Agora ele planejava outro ataque com mais um aliado, as duas bestas chamadas Kalkaras.

No castelo Redmont havia o costume de se cuidar dos órfãos que perdiam seus pais de maneira heróica, e quando eles completavam quinze anos iam para o Dia da Escolha, que determinaria como eles pasariam o resto dos seus dias, pois eles se candidatavam como aprendizes dos mestres que serviam no castelo, e os que não encontravam vaga ou não fossem aceitos seriam fazendeiros na vila próxima. Will era o único que não sabia quem haviam sido seus pais. Neste ano haviam cinco protegidos para o Dia da Escolha: George, inteligente e estudioso, Allys, elegante e diplomática, Jenny, bem humorada e ótima cozinheira, Horace, forte e sempre implicando com Will e o próprio Will, pequeno e ágil. Todos os protegidos conseguiram ser aceitos pelos mestres que desejavam, menos Will. George foi para a Escola de Escribas, Allys para o Serviço Diplomático, Jenny para a Cozinha e Horace foi para a Escola de Guerra. Will queria desesperadamente ser escolhido para a Escola de Guerra, mas magro e baixo, foi rejeitado, e não só pela Escola de Guerra, como também por todos os outros mestres. Nesta hora Halt, o arqueiro, que não era um mestre de ofício, entregou um papel ao Barão, que o leu e disse que só decidiria o futuro de Will no dia seguinte.

Curioso com o que estava escrito na folha, ele escalou a torre do castelo durante a noite, pulou a janela e ia pegar o papel quando a mão de Halt o deteve. Ele levou-o ao Barão que mostrou que no papel estava escrito que Halt o aceitaria como aprendiz. Então, ele começa o treinamento.

Horace vai progredindo na Escola de Guerra e Will ganha um pônei chamado puxão. Os escolhidos marcam um reencontro durante um feriado e Horace e Will acabam brigando. Mas durante uma caçada Horace seria morto por um porco selvagem quando Will salvou sua vida, grato Horace prometeu ajudá-lo sempre que precisasse e eles sentiram que uma ligação especial havia surgido entre os dois.

Will e Halt vão para a Reunião dos Arqueiros que ocorre anualmente, lá encontram Gilan, o último aprendiz de Halt. Eles descobrem que Morgarath está se mobilizando e os três partem em busca dos Kalkaras. Quando descobre para onde as bestas vão, Halt pede a Will para buscar ajuda do Barão e do seu Capitão de Guerra. Quando Will retornou, Halt havia ferido mortalmente um kalkara, mas havia se ferido também. O outro kalkara feriu também o barão e imobilizou o Capitão e só não matou a todos porque Will os salvou, matando o kalkara.

Will é homenageado pelo Barão e permitem que ele vá para a Escola de Guerra, se desejar, mas ele recusa, pois sente-se feliz como arqueiro. Ao voltar para a cabana, halt conta a will que conheceu seu pai, um sargento muito corajoso que morreu ao salvá-lo. Will orgulhoso, agora sabe a sua origem.

Opinião Pessoal

Um bom livro, que consegue reunir harmonicamente vários elementos: um pouco de ação, de humor e de romance adolescente entre Jenny e Horace e Allys e Will. Algumas vezes tocante e em outras divertido, sempre temperado com pequenos toques de ironia e sarcasmo. A narrativa é fluente e agradável, tornando-a perfeita para jovens. Acredito que o ponto principal do livro é a leveza, seja do enredo, dos personagens ou de como os temas são abordados, fazendo com que a leitura seja realmente um prazer.


Veja outros livros de Aventura.
Veja outros livros Infanto-Juvenis.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

56ª Feira do Livro de Porto Alegre-RS

feira livro porto alegre
O evento ocorrerá de 29/10/2010 à 15/11/2010, com entrada gratuita, no Centro Histórico de Porto Alegre. O horário de funcionamento será a partir das 9:30 na área infantil e juvenil e a partir das 12:30h na área adulto, encerrando-se às 21h. Para maiores informações, visite o site: http://www.feiradolivro-poa.com.br/ .

2ª Feira do Livro de Porto Velho-Ro

Feira Livro Porto Velho
A feira ocorrerá de 09/11 a 14/11/2010, no Bingool Eventos, Av. Rogério Weber, nº 1867, com o tema "Nos Trilhos do Conhecimento. O horário de funcionamento será das 9 às 21h com entrada gratuita. Para maiores informações, tel: (69) 9258-8863 e 9213-8735.

sábado, 16 de outubro de 2010

Feira de Livros no TCA em Salvador-Ba

A feira acontecerá dia 17/10/10, no Teatro Castro Alves (TCA), das 12h às 18h. Várias editoras e livrarias uniram-se para oferecer obras de vários gêneros: infanto-juvenil, romances, clássicos etc, tudo com preço reduzido. Na feira também haverá sebos (livros usados) e comercialização de artesanato.

O TCA fica localizado na Praça Dois de Julho, s/n, Campo Grande. Não deixe de ir e levar as crianças também, estimule nelas o prazer pela leitura!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

FICHA: Quando é Preciso Voltar

" Não menospreze sua força. Ela está aí, dentro de você. Apenas ainda não sabe usá-la. Por isso é que precisa se conhecer e conhecer os mecanismos da vida. Quando ela coloca um desafio em seu caminho é porque você já tem meios de vencê-lo. Com o tempo perceberá que ela é justa e trabalha sempre em seu favor. Nunca lhe traria um problema que você não tivesse condições de enfrentar e vencer."


Autor(a): Zíbia Gasparetto (ditado por Lúcius)
Editora: Vida e Consciência
Ano: 2002
Número de Páginas: 373
ISBN: 8585872756
Filme: Não
Jogo: Não
Indicado para: Quem gosta de espiritismo e livros mais filosóficos.
Contra-indicado para: Quem sente sono com livros mais lentos, com muita conversa e pouca ação.
Livros Relacionados: Qualquer outro da mesma autora.

O livro

Basicamente, este livro trata da visão que a doutrina espírita têm acerca de alguns temas. Ele usa o conturbado momento pelo qual Antônio passa para transmitir ensinamentos sobre assuntos variados: sentimentos, vida após a morte, perdão etc. O enredo é simples: Antônio descobre que a esposa o trai e vai embora. Ao partir ele encontra pessoas que o ajudarão a despertar sua espiritualidade e a compreender o momento pelo qual ele está passando. Após algum tempo, ele precisa voltar e enfrentar o passado que tanto o faz sofrer.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Osvaldo viajava de trem com o intuito de recomeçar, pois descobriu a traição da esposa Clara, mãe de seus dois filhos. A dor que ele sente é tão grande que ele se atira do trem e é encontrado inconsciente por dois homens horas depois. Eles o acolhem na casa, onde moram cinco pessoas, e cuidam dele. Como Osvaldo não acordava, pediram ajuda a Antônio, uma espécie de curandeiro da região, que rezou e ajudou ele a melhorar.

Por outro lado, Clara estava arrependida de ter se envolvido com outro homem e arruinado seu casamento. Osvaldo tinha sumido, ela não trabalhava e o dinheiro estava acabando. Preocupada, ela pede ajuda à Valter, mas ele nada faz. Ela decide nunca mais procurá-lo.

Após algum tempo, Antônio convida Osvaldo para ficar na casa dele, dizendo que seu guia espiritual pediu que ele ensinasse Osvaldo a curar as pessoas e com o tempo ele cresce espiritualmente. Clara consegue um emprego em um ateliê de alta costura e Valter passa a persegui-la. Um dia uma cliente com mediunidade avisa que ela deve rezar para livrar-se dele. Clara conhece Lídia e o seu centro espírita através da sua empregada Rita.

Osvaldo entra em contato com a sua tia Ester, que passa a dar notícias sobre os filhos dele. Passados dez anos, mais maduro e consciente dos seus sentimentos, ele recebe uma carta avisando que Ester faleceu e ele é seu herdeiro. Ele retorna à cidade, fica rico com a herança e então tenta se reaproximar dos filhos.

Valter e a família de Osvaldo fazem o possível para ele não reate com Clara. Osvaldo começa a preparar um sítio, parte da herança da tia, para continuar o trabalho de curar as pessoas. Aos poucos ele conquista a confiança de todos, inclusive dos filhos, e passa a trabalhar no centro espírita do sítio.

Valter e dois amigos sequestram Osvaldo e um dos seus filhos. Atiram em Osvaldo, mas o filho consegue fugir com a ajuda dele. Quando os sequestradores vão embora, ele retorna e encontra o pai baleado, pede socorro e ambos são levados ao hospital.

Clara admite que ama Osvaldo, ele se cura e a família volta a viver reunida. Em uma reunião espírita ficam sabendo a reencarnação anterior deles, que fez com que passassem por essas situações nesta vida.

Opinião Pessoal

Vi muitos comentários positivos sobre esse livro em vários blogs, dizendo que ele era emocionante. Particularmente, achei o enredo fraco e permeado demais de lições de vida, de forma nada sutil. É um pouco repetitivo também, fica claro que a intenção principal é tratar de temas espirituais e o restante é deixado completamente em segundo plano. Os personagens são superficiais e não consegui captar nenhuma emoção neles, seja a angústia, dor ou paixão. O desfecho não surpreende e o livro tende a ser muito dramático. A maioria dos acontecimentos é previsível e as conversas por vezes são entediantes.

Mas nem tudo é ruim. O livro tem o mérito de tratar a traição de uma forma não moralista, o que é muito interessante. Outro ponto positivo é abordar a mania que temos de julgar as pessoas, sem conhecer suas motivações.

Pesando os prós e contras, chego a conclusão de que é um livro sem muito atrativos. Não gostei e não o leria de novo.


sexta-feira, 8 de outubro de 2010

FICHA: A Senhora da Magia - Livro 1 (As Brumas de Avalon)

" Morgana viu-se como devia parecer a Lancelote e à estranha donzela loura: pequena, morena, com o sinal azul bárbaro na testa, a roupa enlameada até os joelhos, os braços imodestamente desnudos, os pés imundos e o cabelo despenteado. Pequena e feia como a gente encantada. Morgana das Fadas. Assim a haviam chamado, desde a infância. Sentiu uma onda de raiva contra si mesma, de desprezo pelo seu corpo pequeno e moreno, seus membros seminus, a túnica enlameada. Arrancou a saia de cima da moita e vestiu-a, subitamente consciente de que tinha as pernas de fora, e colocou sobre ela a túnica suja. Por um momento, quando Lancelote a olhou, pensou que também ele devia considerá-la feia, bárbara, estranha. Aquela criatura delicada e dourada pertencia ao verdadeiro mundo dele."

A senhora da Magia
As Brumas de Avalon


Autor(a): Marion Zimmer Bradley
Editora: Imago
Ano: 1979
Número de Páginas: 288 (o de capa vermelha)
Título Original: The Mists of Avalon
ISBN: 85-312-0055-5
Filme: As Brumas de Avalon, lançado em 2001 (EUA), com Anjelica Huston e duração de 180 min.
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de mergulhar no íntimo dos personagens e quem gosta de ficção e misticismo.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos em que tudo ocorre em alta velocidade, é fanático por religião (ficará chocado com alguns rituais pagãos) ou não deve ler sobre sexo (tem algumas passagens, embora nada tão picante).
Livros Relacionados: "A Queda de Atlântida: A Teia da Luz e A Teia das Trevas", "Os Ancestrais de Avalon", "Os Corvos de Avalon", "A Casa da Floresta", "A Senhora de Avalon", "A Sacerdotisa de Avalon" e "As Brumas de Avalon". Dizem que são melhor compreendidos se lidos na ordem apresentada acima.

O livro

Este é o primeiro livro da série "As Brumas de Avalon" e inicia muito antes de Artur, narrando os acontecimentos que levariam ao seu nascimento, e terminam com a sua coroação. O perfil de cada personagem é traçado. Entendemos as ligações que começam a se desenvolver em torno de Morgana e que serão decisivas nos acontecimentos futuros: a paixão juvenil por Lancelote, o amor por seu irmão, que passa também a ser o seu amante, a raiva por Gwenwhifar. As três irmãs de Avalon têm grande influência sobre o destino de Artur e Morgana: Igraine, que negligencia os filhos para se dedicar integralmente ao amor que sente pelo marido; Morgause, e seu comportamento ditado pela ambição; e por fim, Viviane, planejando o nascimento e a coroação de Artur, e o encontro dele com Morgana. Mas os planos de Viviane esbarram nos sentimentos dos outros personagens, que acabam modificando o rumo das coisas.

Resumo
(Atenção: Não leia se não quiser saber a história e o final do livro!)

Inicialmente Igraine nos é apresentada, vivendo no castelo do seu marido Gorlois com a filha Morgana e a irmã Morgause. Sua mãe havia sido a Senhora do Lago , uma grande sacerdotisa que morreu ao dar à luz Morgause. Sua meia-irmã, Viviane, passou a ocupar o lugar de sua mãe como sacerdotisa e enviara Igraine para um casamento com um homem desconhecido que tinha o dobro de sua idade. Percebe-se a solidão e o ressentimento pela irmã que a impusera este destino.

Viviane visita Igraine junto com o Merlin Taliesin e conta que Avalon está se afastando deste plano, pois os cristãos não acreditam na fé antiga. Agora a mesma ilha se dividiu: em um plano temos Avalon e no outro Glastonbury, a ilha dos padres, com um mosteiro. Também é dito que eles planejam o nascimento de um líder que expulse os saxões e respeite as duas fés, para que o mundo volte a se tornar um. Esse grande Rei seria gerado por Igraine e Uther, o substituto do Rei que morreria em breve. Igraine protesta e diz que não trairá o marido, mas acaba se apaixonando por Uther.

O marido de Igraine morre e ela casa-se com Uther, logo depois que ele é coroado grande Rei. Entregue ao novo amor, ela dá pouca atenção à Morgana e a seu novo filho, gerado com Uther, chamado Gwydion. Morgause casa-se com Lot, um rei tão egoísta quanto ela. Com cerca de 11 anos Morgana vai para Avalon para ser treinada como sacerdotisa. Ao mesmo tempo, Gwydion vai secretamente para a corte do rei Ban, pois suspeita-se que estão tentando matá-lo.

Após nove anos de treinamento, Morgana conhece Galahad, também chamado de Lancelote, filho de Viviane. Ela sente muita atração por ele. Aparece também Gwenhwyfar, jovem e bela, perdida em Avalon. Morgana então luta contra o ciúme por Lancelote e a raiva pela própria aparência.

Morgana participa de um ritual no qual perde a virgindade com um rapaz, que logo depois descobre ser seu irmão gwydion, agora chamado Artur. Já em Avalon, Viviane revela que ela será a próxima Senhora do Lago e ela é apresentada ao próximo Merlin, Kevin. Uther morre e Morgana confecciona a bainha da espada de Avalon, com encantamentos para que o portador não perca sangue em combate. Artur recebe a espada e é coroado e Morgana descobre que está grávida do irmão. Revoltada, abandona Avalon, indo em busca de sua tia Morgause.

Opinião Pessoal

Como eu já havia dito, amo essa série. O primeiro livro é um mergulho no mundo e na alma dos personagens e é impossível não se identificar com eles. Mas é só o começo e ao terminar de ler fica a vontade de começar logo o próximo livro e ver o que será feito de Artur, Morgana e o filho deles.



Veja outros livros de Ficção.
Veja outros livros de Aventura.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

FICHA: As Brumas de Avalon - A série

As brumas de Avalon
Marion Zimmer Bradley


Autor(a): Marion Zimmer Bradley
Editora: Imago
Ano: 1979
Número de Páginas: 1024 (obra completa)
Título Original: The Mists of Avalon
ISBN: 85-312-0054-7 (obra completa)
Filme: As Brumas de Avalon, lançado em 2001 (EUA), com Anjelica Huston e duração de 180 min.
Jogo: Não.
Indicado para: Quem gosta de mergulhar no íntimo dos personagens e quem gosta de ficção e misticismo.
Contra-indicado para: Quem gosta de enredos em que tudo ocorre em alta velocidade, é fanático por religião (ficará chocado com alguns rituais pagãos) ou não deve ler sobre sexo (tem algumas passagens, embora nada tão picante).
Livros Relacionados: "A Queda de Atlântida: A Teia da Luz e A Teia das Trevas", "Os Ancestrais de Avalon", "Os Corvos de Avalon", "A Casa da Floresta", "A Senhora de Avalon", "A Sacerdotisa de Avalon" e "As Brumas de Avalon". Dizem que são melhor compreendidos se lidos na ordem apresentada acima.

A Série

As Brumas de Avalon é o título de uma série que fez grande sucesso, ficando por três meses na lista dos “bestesellers” do New York Times. Ela é composta por quatro livros: A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O prisioneiro da Árvore.

Mesmo quem já está cansado de ler histórias sobre o rei Artur vai se surpreender com a originalidade desta série, pois a lenda do rei Artur é contada pelo ponto de vista das mulheres, e elas determinam o rumo dos acontecimentos e ditam as escolhas masculinas. Morgana é a narradora do livro e também é o personagem central: todas as relações desenvolvidas entre ela e os outros personagens, assim como as suas escolhas no decorrer dos livros determinam o final da série.

A história é densa e repleta de personagens. Embora tenha certa dose de ação, nota-se que a maior preocupação é traçar o perfil de cada um: a formação da personalidade, o que motiva suas ações. É fantástico como acabamos conhecendo cada detalhe e entendendo onde se originou cada comportamento deles, como se todos fossem velhos conhecidos nossos. Isso torna os personagens e a história incrivelmente reais. Um livro sem heróis ou bandidos, somente pessoas com sentimentos reais, movidos às vezes pelo ódio e outras pelo amor, agindo de acordo com a sua forma como vêem o mundo e aqueles que os cercam.

O ambiente em que se desenrola o enredo é rico, em uma Grã-Bretanha prestes a ser invadida por saxões, em um período em que o cristianismo começa a ganhar força e suplantar as religiões pagãs. Trata-se sobretudo do conflito existente entre a velha religião de Avalon e o cristianismo, personificados respectivamente por Morgana e Gwenhwyfar.

Opinião Pessoal

Considero a série maravilhosa e com certeza ela marcou minha vida. Estou relendo pela terceira vez e a lerei de novo no futuro. É completamente original e surpreendente, embora tenha surgido de uma história que já foi contada de muitas formas. Sempre termino com a sensação de que Avalon e todos os personagens realmente existiram em um passado distante, pois eles são muito humanos e acabamos nos identificando de uma forma ou de outra.